Livros

Contando as Letras: Azeitona

Hoje é dia das mães, estou na casa da minha avó com a minha família, Enquando escrevo o que virá a ser um post do Reclusividades, isso significa que acabei de ler azeitona do Bruno Miranda (Bubarim) e honestamente, não tinha como contextualizar mais o livro com o meu cotidiano.

Vamos começar essa resenha de uma maneira “sussa”. Primeiro Reclusos, falaremos sobre: quem e Bruno Miranda? Antes de tudo, ele é meu crush mais antigo (desde o minha estante, na minha mente já namoramos, casamos e temos uma casa cheia de pimpolhos e cachorros ❤, mas se ele estiver lendo isso, é tudo mentira, ou melhor. Me dá uma chance? Zuera. Sério, meu número é 06493.. Zuera), mas não vamos limitá-lo ao status de Crush da Eve, ele se formou (acho) em jornalismo, tem/tinha (não sei ao certo) o canal Minha Estante (Oi-Eu-Sou-O-Bruno-Miranda-E-Esse-É-O-Minha-Estante), só que é bem mais assíduo no canal sensação do Brasil, Bubarim (que amo de paixão).

bruno-miranda-azeitona-3

-lindeza da minha vida-

O romance “Azeitona” é por enquanto (espero) o único publicado dele pela editora Planeta e ouso dizer que estreou com maestria. 

Eu fiz uma resenha no meu canal que está no fim do post, caso interesse de assistir, não esqueça do like e de se inscrever, despretensiosamente mencionando.

Mas, Eve, do que se trata exatamente “Azeitona”?

O livro conta a história de Ian, que estava de buenas no consultório de uma clínica para grávidas quando uma mulher foi até ele, super louca e curiosa do motivo de ele estar lá, mas não se preocupou em perguntar isto pra ele, foi logo dando papéis e falando que fazia parte do programa chamado Novos Pais e queria que ele participasse. O Ian poderia muito bem dizer que ele estava esperando a irmã, que era ela que estava grávida e que ele nem namorada tinha, na verdade ele tentou, mas ela que não entendeu direito, mas preferiu ligar pra Catarina (produtora) e aceitar participar do programa, não esquecendo que ele teria que arranjar uma menina que aceitaria passar por tudo isso com ele E GRÁVIDA (ou melhor, fingindo que estava grávida), como se não bastasse.

~~~~Fazendo um adendo aqui, (algo que esqueci de falar no vídeo) a principal motivação dele é o cachê do programa, era bem gordinho. BEEEEEEMMMM GORDINHO.~~~~~~

A razão principal do interesse pelo programa era a situação financeira de Ian que vivia com a irmã Iris (que a propósito o criou depois que o pai deles os abandonaram e a mãe faleceu em decorrência de problemas cardíacos). O que mais amei era a situação de dependência sentimental deles dois, um era o alicerce do outro, se um caísse o outro caía, se um vingasse o outro também vingava. 

Quando Íris tomou ciência da sua gravidez, contou para o seu namorado Leo que era arquiteto de casas de cachorro (bem exótico) e ele reagiu bem, até então faziam planos para criar a criança do melhor jeito possível e isso envolvia se mudar e carregar Ian junto, já que era menor de idade e estava no ensino médio o que remete a um parte importantíssima da história, a menina.

Onde Ian estudava, tinha a famosa hierarquia de beleza, bla-bla-bla mi-mi-mi, e classificadas no topo estava Ávia, Cristina e Emília  é nessa que vamos focar aqui. Emília ao que parece na descrição é uma menina meiga e simpática, mas aparentemente muita gente tem medo de ter uma conversa sincera com ela. Ian sente algo por ela, evidentemente. Então sem pensar ou saber o motivo, razão, circunstância, quando Catarina ligou perguntando o nome da mãe para o programa ele disse “Emília”. Bom, até então um problema estava resolvido, ele tinha a menina, só faltava convencê-la (vou poupa-los da descrição da cena, é bem mais épico com a descrição do Buba).

Emília era filha de um pai (de-quem-mais-seria) bem de boa e de uma mãe (capitã-obvia) bem rígida, donos de uma confeitaria (que toda vez que era citado eu tinha vontade de comer doce) bem sucedida. A relação das duas era bem complicada, mas compensando este fato eles era razoavelmente ricos não o suficiente para Emília sair de casa quando fizesse 18, mesmo com suas economias, ao contrário tinha Ian que tinha uma relação mais que ótima com a irmã/mãe, mas a situação financeira ia apertando ainda mais, sem deixar de levantar o fato que a irmã estava finalmente se formando depois de largar tudo pra cuidar do irmãozinho querido.

Não falei no que Íris trabalha, ela é produtora de eventos.

Ian para ajudar nas contas começou a dar aula de tênis para um menino riquinho chamado Caio que vai ser mais importante do que se imagina na história.

Para encurtar esta orquestra, não vou falar mais do livro porquê posso acabar falando demais, mas para finalizar a resenha, vou destacar mais aspectos do livro.

Nele encontramos o famoso humor do Bubarim, se você conhece o canal (espero/acredito que sim) e honestamente, comprei o livro porquê eu sabia (mais ou menos) o gosto do escritor e sabia que ia me agradar por refletir diretamente nos roteiros que ele planeja no canal, mas estou fugindo do ponto. O que quero realmente dizer é que você vai rir, mesmo nas situações tensas, você vai rir.

No livro eu encontrei muitas referências a cultura pop e de esteriótipos a homens de barba e cabelos longos, ri muito nessa parte, (leia a minha descrição no sobre da bio e entenderá) tem o humor Bubarim (repetindo) e este era o que realmente esperava, na verdade acabei me surpreendendo, não sabia que humoristas eram capazes de me fazer ficar tensa com cenas tão pesadas e intensas e me fazer chorar horrores com todo mundo na casa da minha avó olhando (eu já deveria esperar isto depois de assistir Brilho eterno de uma mente sem lembranças).

Eu poderia fazer um super ensaio super filosófico sobre ser mãe, ao mesmo tempo que Ian não tinha dinheiro tinha sua irmãe destoando de Emília que tinha dinheiro e não era íntima da mãe e citando até Caio, que deveria ser super próximo da mãe em decorrência dos fatos descritos, mas infelizmente se sente esquecido, mas… Ah é… Acabei de fazer. Deixa pra lá.

Enfim, o Bruno fez alguns vídeos no canal citando o livro e caso ainda não esteja convencido (a) que deve comprar (aliás, já saiu da pré-venda, então garanta o seu LOGO!) vou deixar os vídeos logo abaixo:

Neste aqui ele respondeu perguntas sobre o livro e fez um unboxing. Este ele leu primeiro capítulo. Os demais a seguir ele citou despretensiosamente o livro (1, 2), o próximo link é do canal, se não conhece FAZFAVÔ de conhecer (here)

Então Bruno, eu li os agradecimentos, sim, são cinco estrelas ~emoji de 5 estrelas~.

Mas se você pensa que esqueci de linkar o meu vídeo, tá aí. Assista e se inscreva no canal, obrigada.

Então reclusos, o que acharam da minha resenha de estréia aqui no blog? Comentem pliss se leram o livro, se se interessaram ou se eu influenciei digitalmente vocês a comprar ele <3. Bjs e até a próxima.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s