BEDA · Livros

[BEDA #9] | Contando as Letras: Anos de Chumbo

Olá, queridos reclusos! Como estão em mais um dia de BEDA? Hoje trago, enfim, a resenha de Anos de Chumbo, esse livro envolvido em uma intensa carga dramática e emocional. Não estou sabendo lidar até agora e tenho quase certeza de que não vou conseguir transmitir tudo que achei, mas vamos lá.

Com 238 páginas, sendo publicado pela editora Autografia e sendo escrito pela nossa querida parceira Letícia Magalhães (ou Lê, para os íntimos), Anos de Chumbo conta a história de Greta Garbo, uma menina-mulher que veio para causar.

Greta é uma estudante de Direito que mora com os tios em São Paulo, trabalha em um jornal e não almeja romance algum na vida, só quer sua independência. Parece até uma história comum, se não considerarmos que é época de ditadura no Brasil não é sem razão que o nome do livro é esse e as mulheres não tem um espaço muito… Próprio. Ah, considere ainda que Greta é abusada pelo tio desde os 12 anos. Então, esse livro tem muito conteúdo.

O desenrolar da história é sobre como a vida de Greta é um constante furacão de reviravoltas, cheia de altos e baixos. Quando você pensa que tudo vai melhorar surge uma nova bomba e aparecem situações que moldam Greta a não saber lidar com seus sentimentos facilmente. Ah, o livro também narra um pouco da vida de Fabiana, mas ela quase não aparece (as coisas se complementam no decorrer da história, isso eu garanto), então o foco é a vida de Greta. Agora vamos ao que eu achei.

Primeiramente eu me senti lendo um roteiro. Apesar de ter passado o livro todo sem entender o porquê de a narrativa ser tão… Superficial (nem sei se essa seria a palavra certa), depois eu entendo. Isso tira o brilhantismo da história? Não, só que eu não estou habituada a ler livros onde o narrador se ausenta tanto do que os personagens sentem internamente. Se isso também acontece com você, querido recluso, te asseguro que um pouco depois da centésima página isso para de incomodar.

Mesmo tendo achado que tudo aconteceu muito rápido, a vida de Greta conseguiu trazer um novo sentido na forma como eu vejo mulheres que são estupradas. Greta é forte e audaciosa, amei isso nela, sempre disposta a enfrentar o mundo para ser livre. Ah, e amei também Guilherme, que é melhor amigo de Greta e nutre uma paixão secreta por ela.

Todos os personagens da história são importantes e eu consegui desenvolver sentimentos muito intensos por cada um deles (bons ou ruins, depende de quem era XD). Me surpreendi com o final e desejo, como alguém que almeja a advocacia como carreira, carregar o legado de Greta e tudo pelo que ela lutou. Foi, sem dúvidas, uma história que mexeu comigo de várias formas.

Li esse livro ao som de “Eyes on Fire”, de Blue Foundation, e achei que combinou muito ❤ recomendo. De 5 estrelas eu dou 4, mas só pelo final (que partiu meu coração) e pela narrativa (a qual eu não sou muito habituada). Um ponto bastante positivo foi que eu consegui visualizar as poucas descrições com bastante facilidade, coisa que nem sempre acontece quando leio, mas de modo geral eu estou impactada.

E então, reclusos? O que acharam do post de hoje? Espero que tenham gostado do Contando as Letras e que visitem também os blogs da Lê, que são esses daqui (Crítica Retrô e Diário de uma Quase-Escritora). Essa menina promete demais, podem anotar! Só tenho a agradecer a ela pela oportunidade de ter uma parceria e poder ler essa história que, mesmo despedaçando meu coração, me fez crescer. Por hoje é só, reclusos, nos vemos amanhã com mais BEDA, até!

Anúncios

Um comentário em “[BEDA #9] | Contando as Letras: Anos de Chumbo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s