Cartas e Escritos

Eu sou como um Cão

Outro dia, pela manhã, minha mãe pediu que eu alimentasse nossos cães e que observasse se algo estivesse em falta para eles, como água, ou se algo estava errado onde eles estavam. Para mim era apenas mais um dia; para Deus, dia de um ensinamento valioso.

Antes de pegar a ração, fui trocar a água deles, ao passo que fui abordada por Lilica, a primeira cadela que chegou aqui em casa, com muitas lambidas e chamego. Refutei-a de imediato, pois já estava vestida para ir trabalhar e fiquei temerosa com a possibilidade de que minhas roupas se sujassem com suas patas. Foi o ambiente perfeito para que o Aba me ensinasse mais uma face do seu tão grande amor comigo.

 “Filha, você ama seus cães? Você diz que os ama e Eu sei que você demonstra isso fazendo coisas por eles, como trocar a água, mas se você os ama… Por que os afasta deles, se eles são tão dependentes de você? Era isso que Eu deveria fazer contigo, mas escolhi te acolher à minha presença, o que te impede de fazer o mesmo?”

Fui meditar acerca dessa reflexão que Ele me levou a fazer, não que eu O tenha ouvido nitidamente dizer essas palavras a mim. Principio básico no qual eu deveria pautar então toda aquela reflexão a seguir: se eu os amo, minhas palavras devem condizer com minhas atitudes e, quando eu digo atitudes, me refiro a elas todas. Se eu os amo, devo demonstrar em todas as faces quanto eu posso, assim como Ele faz a mim a todo instante. Nisso consiste o amor, mas não era só sobre isso que Ele queria me dizer.

Pode parecer algo meio bobo ou até estranho, me comparar a Deus e comparar os meus cães a mim, mas meus olhos foram abertos e eu vi que, de fato, faz muito sentido. A muito tenho aprendido que todos os relacionamentos que vivenciamos na Terra são apenas um ensaio para o perfeito relacionamento que desfrutamos, por hora, aqui, mas que vislumbraremos em sua totalidade e plenitude na eternidade, ou seja, tudo aponta para a nossa vida com Deus. Achei que isso fosse aplicável apenas a relacionamentos interpessoais, mas tudo isso é bem mais abrangente.

Analise e perceba o quanto não se parece, mesmo que de forma ínfima, com o que Deus faz por nós.

Todos meus cães foram resgatados de algum lugar ruim. Uns do lixo, outros da rua. Eu, juntamente com meus pais, demos um lar, alimento e segurança a cada um deles. Demos nome, os limpamos e cuidamos das feridas deles.

Aqui, enquanto escrevo, Ele me mostrou mais uma coisa: eu e meus pais, três pessoas com um único propósito, refletindo acerca da Trina Unidade Divina. Três em um. Só quero deixar claro que não estou nos equiparando a Ele, apenas fazendo um paralelo demonstrativo. Nunca chegaria aos pés do que Ele é em qualquer aspecto. Então, voltando.

Cada um com uma função nesse resgate, cada um cumprindo seu papel. Primeiro, os tiramos de um lugar ruim; no caso daqueles tirados do lixo, um lugar que os mataria, dado o fato de estarem bastante feridos e malcuidados; no caso daqueles tirados da rua, um lugar onde tudo seria mais difícil, dado o fato de terem que lutar para sobreviverem pelas próprias forças.

Nós os livramos do mal.

Cuidamos de suas feridas, lavamos todas as sujeiras, demos um nome e amor, muito amor. Os alimentamos todos os dias, saciamos sua sede e cuidamos para que, em tudo, eles tenham todas suas necessidades satisfeitas, conforme julgamos ser o melhor.

Vez ou outra eles são arredios conosco, mas isso não faz com que deixemos de amá-los, pelo contrário: aplicamos correção para que eles vivam uma vida melhor, longe de problemas e cercados pelos nossos cuidados, porque sabemos que, sozinhos, eles não viveriam tão bem quanto ao nosso redor. Nós três temos o mesmo intuito em nossas ações, mesmo que cada um de nós a realizemos de maneira isolada.

Mesmo quando eles se sujam, nosso amor por eles continua igual, apenas cuidamos para que eles voltem a se limpar e entendam que, para o bem de sua própria saúde, é melhor que estejam limpos. Quando limpos, permitimos que participem conosco de momentos de maiores intimidades, que é quando eles adentram ao nosso lar.

Nós os amamos incondicionalmente e tudo que fazemos, de maneira coletiva, é para o bem deles.

Acredite, isso aqui é apenas um pedacinho de uma sombra frente a como Deus age conosco. Jesus, em seu mais famoso discurso, conhecido como Sermão da Montanha, diz “Se seu filho pedir pão, você o enganaria com serragem? Se pedir peixe, iria assustá-lo com uma cobra viva servida na bandeja? Maus como são, vocês não pensariam em algo assim, pois se portam com decência, pelo menos com seus filhos. Não acham, então, que o Deus que os criou com amor fará ainda melhor?”. [01]

Isso que eu narrei é o que de fato ocorre no meu coração e no dos meus pais, no entanto não exercemos tanto amor diariamente, somos humanos. Invertemos prioridades, nos exaltamos e deixamos que os sentimentos momentâneos nos dominem quase sempre, mas Deus… Ah, Ele é imutável! Ele é o mesmo sempre e Seu amor é o mesmo sempre.

Agora eu te pergunto: como não se render a esse amor? Como não se entregar?

Aos olhos d’Ele eu sou como meus cães, só que Seus olhos de amor e bondade me tratam de uma forma que eu jamais conseguiria reproduzir aqui. Eu sou como um cão perto d’Ele, talvez até pior. Cheia de sarna, pulgas, sujeiras e imundícies, mas Ele me resgatou e me limpou, me deu um novo nome e me sustenta dia após dia. Longe da casa onde Ele me colocou eu não conseguiria sobreviver e me sentir tão bem cuidada quanto estou sendo agora. A diferença? Eu não trato meus cães como filhos, num relacionamento diário e profundo de compartilhamento acerca dos meus planos para com eles.

Ele me concedeu a honra de ser chamada Filha d’Ele.

Ah, te garanto que desde esse dia nunca mais olhei para os meus cães da mesma maneira. Deixe então de olhar para Ele da mesma forma, pois Ele quer te dar um sentido novo. Apenas se deixe ser levado por Ele, o restante Ele próprio o fará.

E que Ele lhe abençoe.

01 PETERSON, Eugene H. Bíblia de Estudo A Mensagem : Bíblia em Linguagem Contemporânea – São Paulo : Editora Vida, 2014, p. 1192, Mt. 7:9-11.

Anúncios

3 comentários em “Eu sou como um Cão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s